EA coloca propaganda dentro do UFC 4 e deixa fãs enfurecidos!

Atualizado: Set 12


EA enfureceu seus jogadores novamente ao colocar propaganda no UFC 4 alguns dias após a controvérsia com o jogo Madden NFL 21 e suas reviews serem publicadas.



Nós já sabemos que a EA não tem uma boa reputação entre os jogadores. A companhia de jogos tem constantemente empurrado microtransações e passes de temporada gananciosas nos seus jogos enquanto utiliza táticas de negócios questionáveis. Atualmente, a empresa vem tentando controlar o dano feito pelos fãs após a frustrante review negativa do Madden NFL 21, mas aparentemente isso causou apenas pequenas mudanças na conduta anti-consumidor da EA. Recentemente, a companhia adicionou péssimas propagandas dentro do jogo UFC 4.



Em uma ação um tanto controversa, essas publicidades foram adicionadas após a publicação de quase todas as reviews do UFC 4. A publicidade aparece antes e depois dos replays instantâneos de cada round e também acima do relógio no começo de cada round. Nos dois replays, a propaganda ocupa uma enorme parte da tela e não pode ser pulada, enquanto o patrocinador no relógio é muito menor e aparece durante a gameplay. Essas propagandas não seriam um grande problema se o jogo fosse gratuito, mas não existe motivo em colocar esse tipo de propaganda dentro de um jogo de preço cheio.




Os jogadores não podem permitir que isso se torne normal em jogos de preço cheio, que chegam a custar $60 dólares e ainda têm outros meios de monetização, como as microtransações, fazendo desnecessário incluir este tipo de anúncio. Eles apenas existem para fazer as companhias ganharem mais dinheiro sem precisarem aprimorar o jogo. Muitos jogadores não imaginam ser bombardeados por anúncios que apenas incomodam quando compram um jogo pagando o seu preço cheio. Esperamos não encontrar táticas desleais de propaganda e monetização. Se a prática dessa ação gananciosa continuar, muitos jogadores irão parar de comprar jogos com preço cheio e procurar outros jogos mais baratos.



Muitas desenvolvedoras já empurram o limite da monetização dos jogos, permitindo a companhias incluir anúncios ridículos que apenas vão piorar a experiência do jogador. Quando a companhia estiver confortável incluindo endossos disruptivos nos jogos, não irá parar até comerciais inteiros pularem na sua frente. Os fãs estão começando a ficar preocupados com jogos que eventualmente vão incluir propagandas similares aos vídeos do Youtube se ninguém se manifestar agora. Como diz o ditado: se você der a mão, eles vão querer o braço.


Leia também:
 - "Super Mario 3D All-Stars" confirmado para lançamento limitado
 - Próxima geração do Xbox Series S da Microsoft custará $299 dólares
 - A sound-track "satânica", enfurecedora e vencedora de prêmios de DOOM (2016)

Os fãs de jogos no mundo todo estão expressando à EA que essas ações não serão toleradas. Muitos já se manifestaram nas redes sociais e até fizeram uma review negativa no UFC 4 como eles fizeram no Madden NFL 21. A EA até já removeu as propagandas e pediu desculpas por tê-las incluído, mas foi um pouco tarde. Muito dos jogadores questionam a veracidade e a sinceridade do pedido de desculpas e pensam que a EA deverá tentar incorporar novos comerciais assim que a poeira baixar.

E vocês, o que acham de comerciais obrigatórios em jogos pelos quais já pagamos caro? Imagine se a cada volta em um jogo de corrida várias propagandas pulassem na sua frente, ou se em jogos de luta a cada round uma propaganda ocupasse a tela inteira por alguns segundos. Nós esperamos que as desenvolvedoras escutem os jogadores, porque como o ditado diz: "nós somos milhões".



Apoie o Jornalismo Cultural seguindo o Otageek no Twitter, no Facebook e no Instagram.

O Otageek é um portal de jornalismo cultural independente que produz conteúdo sobre cultura pop com uma abordagem mais próxima do Jornalismo e distante dos clickbaits e fake news.

© 2020 - Otageek BR . All Rights Reserved.