Review | Manifold Garden: surpreenda-se com o infinito

Atualizado: Set 1


Cores, blocos, jardins, simetria infinita e uma trilha sonora que desperta emoções. Parece algo simples, mas acredite: Manifold Garden vai mexer com você.

Jogos indie estão sendo desenvolvidos aos montes. Muitos ganham destaque e inovam, outros são mais do mesmo, mas alguns te preenchem de sensações que fazem pensar. Manifold Garden faz parte do último grupo. Esse é um jogo geometricamente e simetricamente incrível, no qual infinitas possibilidades de exploração são dadas a você. Cada estrutura é um quebra-cabeça próprio.

Manifold Garden é um jogo de puzzle em primeira pessoa e nele o objetivo é libertar jardins de nuvens escuras que os estão corrompendo, buscando dar uma nova vida para cada árvore salva de uma nuvem. Para tal, você deverá resolver puzzles utilizando a troca dos planos de gravidade, blocos com a mesma cor do plano em que você está e botões para abrir as portas.

O jogo é bem objetivo no que precisa ser feito quando se é introduzido a um novo local. Ao ver as árvores com seus blocos coloridos, devemos colocar o bloco de cor certa para abrir as portas ou ficar no mesmo plano que os switch das portas, que nem sempre estão na mesma altura que você.

O senso de gravidade interligado aos planos dimensionais das paredes e sua simetria infinita fazem deste um recurso único. Assista ao trailer para entender melhor do que estou falando.

Cada plano do jogo, seja ele o teto, as paredes ou o chão, tem cores próprias e, ao mudar de plano, altera-se também a cor do seu próximo “chão”. Com isso, você aprende a mecânica do jogo. Todo plano tem sua própria gravidade: por exemplo, enquanto aquele bloco azul estava no chão, quando você vai para o plano vermelho, o bloco azul ignora a gravidade e fica preso na sua nova “parede” ou “teto”, transformando-se em um belo suporte de parede.

Parece bem confuso, certo? Tentar explicar esse jogo em palavras é como resolver seus puzzles... um desafio e tanto!

Minhas expectativas sobre Manifold Garden foram transformadas depois que imergi nessa sua mecânica. A constante mudança de perspectiva ao alternar entre os planos muda tudo. De repente o chão vira o teto, a parede se torna o chão e um novo mundo é entregue a você sob uma nova perspectiva, com infinitas possibilidades.


A cada novo jardim explorado, o jogador aprende mais, tem novos desafios e descobre novas sensações. Mesmo com suas formas geométricas, os jardins não perdem sua beleza, uma vez que a utilização das cores e das sombras dão uma vida incrível a cada pedacinho de arte do jogo.


Manifold Garden também alimenta uma sensação de ansiedade: você avança, sabe que está procurando por algo, mas não sabe bem o que pode encontrar. No entanto, esses loops não duram para sempre. Os blocos te ajudam a escapar e a interagir com o cenário e uma hora a ansiedade acaba encarando algo diferente. Quando você chega perto do abismo e não existe mais nada além dele, você descobre que é preciso abraçá-lo.



O cenário como um todo foi pensando para proporcionar uma sensação de infinitude, desde as escadas intermináveis até as amplas quedas. Com o tempo, o infinito torna-se seu amigo, alimentando a sensação de estar tão perto e, ao mesmo tempo, tão distante.

Destaco também a trilha sonora do jogo, que parece falar diretamente com o jogador. Mesmo que apenas instrumental, os sons foram criados milimetricamente para transbordar sensações e emoções.

Manifold Garden é um organismo vivo. As vezes você sente que não tem a menor ideia do que está fazendo, e mesmo assim, não existe uma sensação de frustração ou confusão. Quanto mais jardins você recupera, mais vivo e recompensador o jogo parece e quando menos esperar, a trilha sonora vai conversar com você, tornando-se sua maior companhia.

Dê uma chance para esse indie e, acredite, uma vez dentro desse jardim, você nunca mais será o mesmo.


Manifold Garden foi desenvolvido por William Chyr e lançado para Playstation 4, Xbox One, IOs e PC. Conheça um pouco mais o trabalho do incrível William Chyr, acesse o site dele clicando AQUI!


A trilha sonora foi composta pela Laryssa Okada e está disponível na versão Manifold Garden Deluxe Edition ou no Spotify. Okada também trabalhou em jogos como The Last of Us, Uncharted 4, Assassin’s Creed Origins e vários outros. Conheça mais sobre o trabalho dela clicando AQUI!


Leia também:
Seja um Detetive em Backbone: Prologue
Review | Jenny Le Clue – Detectivu
Crítica | Huntdown - seja um caçador de recompensas e destrua gangues!

Quer saber mais sobre o universo GEEK? Então siga o Otageek no Twitter, no Facebook e no Instagram.



O Otageek é um portal de jornalismo cultural independente que produz conteúdo sobre cultura pop com uma abordagem mais próxima do Jornalismo e distante dos clickbaits e fake news.

© 2020 - Otageek BR . All Rights Reserved.