• Lucas Almeida

Heath Ledger: O mais vivo desse mundo

Atualizado: Ago 28


Há 12 anos morria Heath Ledger, vítima de overdose no dia 22 de janeiro de 2008. O ator deixou um legado surpreendente, ao atuar em filmes comerciais e outros de arte, conquistando inúmeros fãs ao redor desse mundo. Ledger, sempre buscou papéis intensos e interessantes, deixando assim personagens incríveis, que serão lembrados por muito tempo.

Heath Ledger, era uma pessoa muito peculiar, seja nas escolhas profissionais ou na relação com seus amigos. Sempre buscando a todo modo transbordar alegria e construir amizade por onde passava. Ledger, nunca deixava as pessoas próximas a ele desemparadas, chegando assim, a trabalhar como diretor em vídeoclipes de amigos e pessoas que ele admirava na música. O ator entrava com toda intensidade, disposição e é claro talento, comandando nos mínimos detalhes, tudo que ele poderia acrescentar visualmente naquelas canções.

O que também era muito interessante perceber em seus trabalhos, era a diversidade de seus personagens e filmes que trabalhava. O ator, sempre buscava papeis diferentes ao qual já tivesse trabalhado. Para ele, o papel deveria ser interessante, desafiador e acima de tudo, ser dele. Se não sentisse isso, Ledger não buscava ser escolhido para tal personagem. Só para ter uma ideia, no filme “Homem aranha (2002)", O ator foi questionado pelo seu agente da possibilidade dele realizar testes para interpretar o “amigão da vizinhança”, porém sem ao menos pensar, ele disse não. Pois, para ele o personagem não lhe pertencia.


Ledger, deixou amigos muito queridos e próximos. Nomes como: Mel Gibson, Jake Gyllenhaal, Djimon Hounsou, Gary Oldman, Ben Mendelsohn, Naomi Watts, são algumas dessas pessoas. Que apenas coisas positivas têm a contar sobre o ator. O como ele deixava os sets de filmagens mais alegres, como ele era amigo de todos, e o como Ledger era uma pessoa viva, absurdamente viva.

Relembrando alguns de seus papeis, em 1999 ao estrelar a comédia romântica teen “10 coisas que odeio em você”, Ledger ficou conhecido pelo grande público, ao interpretar “Patrick Verona”. Um personagem apaixonante e muito carismático, que encantou todos os jovens e o reconhecimento ao trabalho do ator. O filme nos coloca de uma forma nostálgica dentro da moda e costumes daquela época, com músicas inesquecíveis como “Can’t Take My Eyes off You” cantada por ele próprio.


Porém, ao estrelar “Coração de Cavaleiro”, Ledger na época era cobiçado pelos grandes executivos dos grandes estúdios. Afinal, 2 anos antes o ator já era considerado galã, boa pinta e com um carisma gigantesco pelo papel realizado pela comédia, e não era mais uma promessa e sim uma realidade em Hollywood. Dessa forma, anos depois ele encarou de forma muito corajosa, ao interpretar “Ennis del Mar” em “O Segredo de Brokeback Mountain”. Filme que antes de estrear não era visto com bons olhos, devido a história ser de dois cowboys gays. Porém, a obra é linda e apaixonante do começo ao fim, e Ledger entregou uma atuação incrível e conseguiu ser prestigiado ainda mais, e não ser lembrado apenas pelos tempos de adolescente e comédias românticas.

Até que em 2008 começa a sua primeira e única parceria com o diretor Christopher Nolan. Ledger, foi escolhido para viver em "Batman: O Ccavaleiro das Trevas", o papel que o consagraria de vez como um dos melhores atores de sua geração. Com um entusiasmo gigantesco e uma força incrível, o ator deu vida ao“Coringa!”.


Ao interpretar o rei do caos, ou seja, o palhaço do crime de Gotham. Heath Ledger, entrou tão profundamente no personagem, que até hoje é unanimidade a perfeição da sua interpretação do coringa. Em todo processo de criação e atuação do personagem, Ledger estava em êxtase, com sentimentos de pura alegria, prazer e admiração em si mesmo, o ator sabia o que estava fazendo e tinha toda a certeza do tão incrível ele apresentava ser. Sem copiar em nada o “coringa” do Jack Nicholson em “Batman (1989)" de Tim Burton. Heath Ledger criou seus próprios trejeitos, sua própria voz e sua própria risada. Dando a ele em 2009 o Oscar póstumo de melhor ator coadjuvante, por uma das atuações mais incríveis do cinema e que sem dúvida será lembrada por muito tempo.

Por tanto, Heath Ledger foi intenso por todos esses anos que estava vivo, sabendo muito bem, como viver sendo feliz. O ator, músico, diretor e cativante pessoa, deixou uma fila imensa de amigos apaixonados por seu trabalho e principalmente por quem ele foi. Ledger era a pessoa mais viva desse mundo, e por incrível que parece o mundo era pequeno, o mundo não estava preparado para o astro.

1 comentário
otageek amazon prime .jpg