• Nathy marro

Games que fazem 20 anos em 2020

Atualizado: Abr 23

O que você estava fazendo há 20 anos? Alguns vão responder que eram crianças e provavelmente brincando outros estavam na adolescência, alguns chegando na idade adulta, e alguns vão falar que nem haviam nascido. Mas alguns vão falar que estavam “jogando videogame”, e é para você essa matéria.

Listamos alguns dos jogos de destaque do ano 2000, inclusive alguns que são pontos de origem de franquias conhecidas nos dias de hoje.


The Legend of Zelda- Majora’s Mask



Lançado em 27 de Abril de 2000 para Nintendo 64, e foi game que recebeu um remake em 2015 para Nintendo 3DS. Planejado inicialmente para ser uma expansão de The Legend of Zelda: Ocarina of Time, que rodaria com o Nintendo 64 Disk Drive, um dispositivo que lê discos magnéticos. Pensa em uma expansão que cresceu demais, e acabou ganhando um es espaço próprio.

Enquanto Ocarina of Time seguia um padrão de “bem contra o mal”, “herói versus bandido”, Majora’s Mask foi a forma da Nintendo chegar aos seus designers e dizer “Que estava tudo liberado. Isso fez com que tivessem o desenvolvimento inusitado às criaturas inspiradas em relatos de extraterrestres, além de vários fatos bizarros.

A historia do game é bem simples. Link, o protagonista da série, está à procura de uma antiga amizade quando tem a sua ocarina roubada e, para recuperá-la, acaba chegando acidentalmente em um universo paralelo chamado Termina, onde descobre que a lua está prestes a cair e destruir o mundo. Ele então conhece uma nova fada companheira chamada Tatl e um novo vilão chamado Skull Kid. Este, usou a Máscara de Majora e acabou sendo possuído, passando de um bom companheiro para uma pessoa má, e agora quer fazer brincadeirinhas nada agradáveis. Link terá apenas 72 horas para salvar Termina da destruição e recuperar a Máscara de Majora para um misterioso vendedor de máscaras.

Um dos fatores mais proeminentes são as “máscaras”,já que o jogo traz 24 delas, cada uma com os seus poderes, para serem coletadas de formas bem específicas. É um jogo que divide opiniões, por conta das pequenas inovações da Nintendo, mas seja como for, se aventurar por Termina é uma experiência que certamente vale a pena!


Resident Evil: Code Veronica



Lançado no dia 03 de Fevereiro de 2000 para Dreamcast, Resident Evil CODE: Veronica foi um dos jogos de Resident Evil lançado fora de uma plataforma da marca PlayStation , aproveitando o potencial do console da Sega. O título também acabou chegando posteriormente ao PlayStation 2, GameCube, PlayStation 3 e Xbox 360

O jogo traz de volta Claire Redfield em uma história que pode ser considerada a sequência direta de Resident Evil 2, começando três meses depois da destruição de Raccoon City, quando a jovem vai até Paris em busca de seu irmão. Ao invadir uma base da Umbrella na cidade, Claire é capturada e levada para uma prisão na Ilha Rockfort, também pertencente à empresa. O pesadelo começa mais uma vez quando um ataque à ilha libera o T-vírus e transforma todos em zumbis. Em meio ao terror, Claire acaba recebendo a ajuda de Steve Burnside e mais tarde de seu próprio irmão Chris Redfield, que entra em confronto direto com a excêntrica família Ashford e também com o “ressuscitado” Albert Wesker.

Em uma história muito bem amarrada e cheia de reviravolta, pode ser considerado o título mais perfeito tecnicamente de toda a franquia. Embora peque em alguns aspectos da jogabilidade o título apresenta um sistema de câmeras um pouco mais dinâmico do que os jogos anteriores.Code Veronica também foi um primor gráfico — de longe, a qualidade mais exaltada nos reviews da época, e foi nos detalhes como variação de musculatura contra a luz, olhos e mandíbulas se movendo começaram a se sobressair, ganhando uma aparência mais realista. Embora muitos considerem o jogo cansativo, ele proporciona horas e horas de diversão e tensão, fazendo valer a pena cada minuto gasto.


Final Fantasy IX



Final Fantasy IX foi o terceiro e ultimo lançado da série Final Fantasy para o Playstation, no dia 13 de Novembro de 2000, criado no final do ciclo de vida da plataforma, sendo um dos clássicos da Square- Enix, que recebeu remasterização para IOS, Android, e depois portabilizado para PC, Playstation 4, Nintendo Switch e Xbox One.

O game teve um dos melhores gráficos da época utilizando cenários pré- renderizados sendo que somente os personagens são modelos 3D propriamente ditos garantindo gráficos superiores aos padrões dos jogos da época. Além disso, foi um dos jogos mais compridos, o que fez com que sua copias tivessem quatro discos.

Com o foco na Fantasia, temos o retorno do ambiente de fantasia medieval, sendo criado um mundo onde a tecnologia semelhante ao de vapor está começando a se desenvolver e uma guerra entre os principais reinos é iminente, sendo muito diferente de seus antecessores, onde o ambiente tem artifícios tecnológicos, robôs e etc.

A história do jogo começa no reino de Alexandria, durante a celebração do aniversário da princesa Garnet, onde a trupe de atores Tantalus são chamados para apresentar a famosa peça ‘’I Want To Be Your Canary’’ na celebração de seu aniversário, o que só não esperava que a trupe de atores fossem na verdade bandidos pagos para a raptarem e a levarem para longe de Alexandria. Um desses bandidos é o protagonista do jogo, Zidane, um cara alegre e metido a conquistador, que consegue que a princesa vá com ele . O problema que a fuga não é bem sucedida, e tanto eles como Steiner — o atrapalhado capitão dos Knights of Pluto— e Vivi — um tímido Black Mage que só queria ver a peça, são levados para longe de Alexandria. Sendo uma história contada como ela tem que ser contada. Os seus humildes inícios como um membro da guilda Tantalus de ladrões, até seu ápice como figura central de um confronto interdimensional

É um jogo muito bem feito, apesar de existir falhas de game design em missões secundárias e minijogos, entretanto não são elementos que trazem frustração, sendo um dos títulos favoritos de muitos gamers do gênero de RPG.


Marvel vs Capcom 2



Uma das franquias mais famosas de jogos de luta é Marvel vs Capcom. Em 9 de Junho de 2000, era lançado Marvel vs Capcom 2, para os fliperamas e Dreamcast, e posteriormente foi lançado em 2002 para PS2 e Xbox, sendo um dos maiores sucessos do gênero.

Nesta volta aos consoles, o imenso número de personagens disponíveis garante a variedade, independentemente da idade do título original. Começasse o jogo com 24 personagens jogáveis, e esse numero pode ir aumentando chegando a 56 personagens, que podem ser liberado conforme se joga, e compra. A jogabilidade permanece aquela de que todos se lembram, vista nos fliperamas, com foco nos combos, que são a forma mais efetiva de derrotar oponentes. A variedade de estilos e de poderes mantém-se enorme e a ação é rápida e intensa.

Os gráficos são os mesmos dos fliperamas, os personagens seguem a linha 2D, e o cenário ao fundo é em 3D, tendo cores vibrantes, e cheios de movimentos, que em conjunto com os efeitos de excelente qualidade, dá um toque personalizado para franquia.

A franquia é uma das mais conhecidas do mundo dos games, sendo muito difícil que ninguém tenha jogado ela ao menos uma vez na vida, sendo fã ou não do gênero de lutas. É um jogo divertidíssimo para passar o tempo e jogar com outras pessoa, ou ate mesmo solo.


Diablo 2



Diablo 2 foi lançado originalmente no dia 29 de Junho de 2000, o jogo desenvolvido pela Blizzard ocorre logo após os eventos do jogo original, onde nosso herói conseguiu derrotar o Senhor do Terror e tenta conter sua essência dentro de seu próprio corpo.

Em Diablo 2, você escolhe qual herói você vai aventurar pelo mundo, são: Amazona, Necromance, Bárbaro, Feiticeira e o Paladino Assim o jogador assume o comando de um novo herói, que tem como missão percorrer o mundo de Santuário e encontrar o misterioso Errante Sombrio na esperança de acabar com o mal que está sendo espalhado.

Os gráficos têm cenários bem retratado e bem sombrio. Mais da metade do jogo, o jogador estará em cenários sombrios de assassinatos, cultos macabros, catacumbas, que deixaria qualquer um para dar meia volta e sair correndo. Já a jogabilidade do jogo é no estilo de RPGs tradicionais, e ainda tem a opção multiplayers pra jogar com os amigos, que na época eram multo difíceis Esse jogo acabou ganhando uma expansão Diablo 2: Lord of Destruction, onde Baal tenta corromper o mítico artefato Pedra do Mundo para permitir que a barreira que protege o plano material do inferno fosse destruída, e nosso herói tem que impedir o fim do mundo.

Essa é uma das franquias mais conhecidas de RPG’s que tem uma grande fã base, e esse jogo é excelente para começarmos a treinar para antes do grande lançamento de Diablo 4, que já foi anunciado pela Blizzard.


The Sims



The Sims é o primeiro jogo da série mais famosa de simuladores de vida real, constituindo-se em um dos títulos mais vendidos para PC. Ele foi lançado no dia 04 de Fevereiro de 2000, se tornado uma das maiores febres da época, sendo uma das séries mais icônicas dos dias atuais.

A premissa do jogo era ( e ainda é ) bem simples, o jogador assume o controle de uma pessoa aleatória, que é chamada de Sims, e coordena suas atividades diárias, que vão desde as necessidades básicas até a carreira do personagem, gerenciando a vida que ele leva e vendo os anos passarem enquanto faz isso.

O jogo oferece um ambiente totalmente interativo, no qual todo objeto apresenta várias opções de ação, as quais suprem as necessidades dos personagens; por exemplo, ao clicar sobre a geladeira, o jogador pode escolher entre as diversas opções de refeição, como lanche, café da manhã, almoço e janta, que estão disponíveis de acordo com o horário do dia. O bom humor e o relacionamento com um grupo de amigos fora do círculo familiar são requisitos para que o seu sim obtenha ascensão em sua carreira. Tornando um simulador de vida real bem realista, com o visual e diálogo cartunescos.

The Sims ofereceu muitas novidades no gênero, mas depois de um tempo se tornava entediante. A resolução deste problema foi os sete pacotes de expansão, cada um trazendo diferentes temas e possibilidades de diversão para os sims, além de novos itens, carreiras e opções de customização dos personagens. Os pacotes de expansão são, em ordem de lançamento: Gozando a Vida, Fazendo a Festa, Encontro Marcado, Em Férias, O Bicho Vai Pegar, Superstar e Num Passe de Mágica. Consolidando assim uma das séries mais queridas da comunidade.


Pokemon Stadium



Pokémon Stadium é considerado por muitos um dos melhores jogos da geração do clássico Nintendo 64, o game trás uma dinâmica totalmente diferente da franquia.Quanto a sua data de lançamento é uma historia bem complicada, já que a primeira versão do jogo não foi lançada no ocidente, e isso foi acontecer um bom tempo depois, no dia 29 de Fevereiro de 2000, quando a empresa desenvolvedora viu que o jogo foi muito bem recebido pelo publico japonês, e fez melhoramentos em relação a primeira versão.

Fugindo um pouco dos acontecimentos da história principal, Pokémon Stadium foca em batalhas competitivas em estádios fechados com enormes plateias interativas e narradores de alta inteligência artificial. O jogo continha todos os 151 Pokémon dos RPGs Originais em um jogo de batalhas em que você podia usar os Pokémon do Game Boy, que eram devidamente convertidos para o 3D através do acessório Transfer Pak! Além de tudo isso, apresenta o total de 9 mini-games únicos cheios de interações, diversão e tudo que um verdadeiro fã da franquia busca.

As batalhas eram contra treinadores regulares e líderes de ginásio, mas também podiam ser disputadas por até dois jogadores, ou em partidas simples contra a máquina, e seu sistema de batalhas por turnos se manteve bem fiel aos títulos originais, apenas com algumas modificações de interface que deixam as batalhas mais rápidas.

Pokemons Stadium teve muitas criticas mistas dos especialistas, e um problema que esteve associado aos dos títulos da série Stadium, além de Pokémon Colosseum e Pokémon Revolution é que lutar de maneira incessante acaba se mostrando bastante cansativo. Mesmo assim é um game que conquistou muitos dos gamers, e nos deu a primeira experiência de ser um mestre pokemon, antes do Pokemon Go!


Skies of Arcadia



Skies of Arcadia (ou Eternal Arcadia no Japão) é um RPG feito pela Overworks e distribuído pela Sega, originalmente feito para o console Dreamcast, que foi lançado no dia 5 de Outubro de 2000. Ele teve um port para gamecube chamado Skies of Arcadia Legends que foi feito em 2002.

O game mostra um mundo aonde as pessoas vivem nos céus, e viajam em navios que conseguem voar pelos ares, aonde as civilizações estão separadas por 6 luas, cada uma representando um reino que tem seus hábitos e costumes próprios. A historia começa com uma misteriosa jovem a bordo de uma pequena embarcação em companhia apenas de um pequeno ser prateado. A garota é atacada por um enorme navio, aparentemente imperial, e é sequestrada. Por sorte, na manhã seguinte, a embarcação acaba sendo alvo de Vyse e seus amigos, que acabam resgatando a garota,e levando ela para vila dos piratas. O lugar é atacado na ausência de Vyse e que alguns moradores foram levados, e a ssim, Vyse e Aika iniciam sua missão de resgate, sem saber que a jornada decidiria o destino de Arcadia

Nesse jogo temos dois sistemas de batalha, o sistema de turnos com batalhas bastante simples e eficiente, onde cada personagem possuem uma espécie de arma em particular e também cada personagem tem seu próprio dom natural a ataques mágicos ou físicos. O segundo, que ocorre em menor intensidade, é de longe um dos pontos mais inovadores do jogo, que são as batalhas contra outras embarcações ou gigantescos monstros a bordo do airship de Vyse. Tais batalhas consistem na elaboração de estratégias de forma a antecipar os movimentos dos inimigos.

Um dos pontos mais fortes de Skies of Arcadia é seu carismático elenco. Cada personagem encontrado no decorrer da aventura possui traços únicos de personalidade e fortes motivações para se unirem aos nossos heróis. Skies é mais um daqueles games em que a direção artística triunfa sobre os quesitos técnicos. O mundo de Arcadia é composto por ambientes extremamente variados e cheios de vida. Todos os cenários têm vida própria e, mesmo com o visual datado, conseguem passar uma sensação de imersão inigualável.


Não importa quantos anos passe, esses clássicos estarão sempre em nossos corações, trazendo momentos nostálgicos a cada momento em que os jogamos de novo, ou ate criando novas memorias quando jogadas com as pessoas ao nosso lado. Mas a verdade é unica, eles nos mostraram mundos, e assim vivemos milhões de vidas em um apertar de um botão.


O Otageek é um portal de jornalismo cultural independente que produz conteúdo sobre cultura pop com uma abordagem mais próxima do Jornalismo e distante dos clickbaits e fake news.

© 2020 - Otageek BR . All Rights Reserved.