• Raissa Sara

Dia internacional de combate à LGBTfobia: 5 livros LGBTQ+

Atualizado: Jun 7

Em 17 de maio de 1990, o termo homossexualismo passou a ser desconsiderado e a homossexualidade foi excluída da Classificação Estatística Internacional de Doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS) . Por isso, o dia 17 de maio é considerado como dia internacional da luta contra a homofobia.


Para comemorar a data de hoje, irei indicar 5 livros sobre a temática LGBTQ+, que vem ganhando espaço na literatura cada vez mais.



1. NÃO CONTE NOSSO SEGREDO


Corte o final. Revise o roteiro. O cara dos sonhos dela é uma garota.


Conta a história de Ceci e Holland, duas garotas ainda no Ensino Médio. Você poderia até pensar que a história é sobre sobre si mesmo, pois retrata acontecimentos comuns para garotas e garotos que estão na fase de aflorar sua sexualidade. Toda a história é narrada por Holland, a garota "hétero" que está no seu último ano do colégio, sofrendo toda a pressão da mãe para entrar em uma grande universidade e com dúvidas sobre o seu próprio futuro.


Então Holland conhece Ceci, uma garota assumidamente lésbica que ganha atenção de Holland logo à primeira vista. Desde então, ela não consegue mais tirar Ceci da cabeça, mesmo tendo um namorado. Seu questionamento sobre a sua sexualidade então começa e dá toda a trama para o livro. Aos poucos, vamos entrando em outras questões abordadas, como a homofobia, dúvidas e sentimentos.


Inclusive Ceci, sabendo que sua homossexualidade afeta as demais pessoas à sua volta, evita tocar Holland o tempo todo por medo de julgamentos errados. O livro tem a história mais linda e mais verdadeira possível, pois conta a realidade de tantas pessoas que saem do "armário", mas que as consequências disso nem sempre são um conto de fadas. Temos aquele belo choque de realidade ao ver o quanto o amor pode incomodar.


Sinopse: Vale a pena se apaixonar quando você não poderá contar a ninguém? Com o namorado dos sonhos, o cargo de Presidente do Conselho Estudantil e a chance de ir para uma Universidade da Ivy League, a vida não poderia estar mais perfeita para Holland Jaeger. Ao menos, é o que parece. Até que Ceci Goddard chega na escola e muda tudo. Ceci e Holland têm sentimentos que não conseguem esconder, mas como todos ao redor vão lidar com este novo romance? Entre intrigas, preconceitos e a não aceitação dos pais, Ceci e Holland lutam para manter-se juntas, mas o amor delas pode não ser tão forte quanto as críticas da sociedade... "Não conte nosso segredo" é o primeiro livro da autora Best-seller no New York Times, que promete emocionar leitores de todas as idades e gêneros.


2. SAL (LIVRO +18)


A cura para todas as coisas é água salgada. Suor, lágrimas ou mar.


Isso mesmo, o nome do livro é Sal. Mas depois da leitura o título fica claro em nossas cabeças e, para melhorar, é de uma autora brasileira: Tessa Reis. A autora tem vários outros livros dessa temática, mas esse, com certeza, se pudesse ser definido em uma palavra, seria liberdade.


O livro conta a história de Ali e Rafaela, que se conhecem de uma forma um pouco diferente: os primeiros momentos do relacionamento ocorrem de forma virtual e o primeiro encontro é quente. Diferentemente de Holland, de "Não conte nosso segredo", Rafaela tem certeza de sua sexualidade. Mesmo assim, está em um relacionamento hétero que todos consideram o melhor para ela e não se assume por conta da família, mais especificamente sua mãe. Ali é uma mulher do mundo, que ama surfar em ondas perigosas, mas quando conhece Rafaela Iglesias, seu mundo parece parar nela.


Duas mulheres com histórias de vidas bastante diferentes, mas ambas fortes demais. Foi um livro lidos aos poucos, uma história tão perfeita que te faz chorar, sorrir, gritar... Tessa tem uma escrita diferente, parece ter mágica, e aborda outros personagens e seus pontos de vista no livro. Aranxta, irmã de Rafaela, não pode ser esquecida, pois ela foi a personagem que roubou a cena nesse livro, ao ponto de me pegar às três da manhã acordando a casa com uma cena que me fez mandar mensagem surtando para a autora. É uma leitura com uma montanha de sentimentos, mas que te faz terminar sorrindo.


Sinopse: Rafaela Iglesias vive uma vida que não é a sua... Mora em uma bela casa onde é apenas uma hóspede, tem um ótimo emprego do qual detesta, um relacionamento estável que é bom para todos, menos para ela. Com a certeza de ser gay, nunca teve coragem para caminhar por um novo conceito de vida. Sobrevivente de uma tentativa frustrada de mudança há dois anos, em busca de uma afirmação que até pouco tempo parecia ser algo impossível, Rafa acaba se esbarrando em Ali Zamora, a bela surfista de ondas misteriosas que a convida a entrar em seu jipe clássico e partir em uma viagem do interior de Santa Catarina até a linda e paradisíaca Jericoacoara. Livre, atraente e ilícita de tão alucinante, Ali traz mistérios, dificuldades e uma paixão impossível de ser contida. Entre segredos, momentos e loucuras, Rafaela descobrirá uma versão sua que surpreenderá até ela mesma.


3. COM AMOR, SIMON


É que as vezes parece que todo mundo sabe quem eu sou, menos eu.


As trocas de e-mail, a cada leitura te deixam mais ansiosa para descobrir quem é o garoto misterioso pelo qual Simon está apaixonado. Simon é um garoto gay e sabe disso há algum tempo, mas ainda é algo muito particular. De forma geral, o livro trata do descobrimento da sexualidade de Simon e todo o bullying que o personagem sofre, pois a autora aborda o lado opressor e todas as consequências desses atos. O livro foi adaptado para filme mas, por favor, se você já viu o filme, não fique apenas com essa versão, pois o livro é uma verdadeira surpresa: é super fofo e te faz entender o que se passa na cabeça de Simon, diferentemente do filme.


Sinopse: Encantadora história de amor que questiona os padrões sociais, a apaixonante história de Simon conquistou milhares de leitores com uma trama que trata com naturalidade e bom humor a afirmação e os dilemas de um adolescente gay. Agora, a adaptação do romance chega às telas de cinema com Nick Robinson, de Jurassic World, no papel de Simon, e Katherine Langford, protagonista de 13 Reasons Why. Simon Spier tem dezesseis anos e é gay, mas não conversa sobre isso com ninguém. Ele não vê problemas em sua orientação sexual, mas rejeita a ideia de ter que ficar dando explicação para as pessoas — afinal, por que só os gays têm que se apresentar ao mundo? Enquanto troca e-mails com um garoto misterioso que se identifica como Blue, Simon vai ter que enfrentar, além de suas dúvidas e inseguranças, uma chantagem inesperada.


4. SE VOCÊ PUDESSE SER MINHA


Será que vale a pena sacrificar o seu verdadeiro eu para salvar o amor da sua vida?


Que livro! E polêmico. Nasrin e Sahar são amigas desde a infância, até que a amizade evolui e se transforma em namoro. Mas elas moram no Irã, e lá é crime ser homossexual. Elas conseguem esconder, mas tudo começa quando Nasrin fica noiva e, mesmo sendo um casamento arranjado, não há como escapar dele.


Sahar é completamente apaixonada por sua namorada e pretende fazer o que for possível para ter o grande amor da sua vida. No irã, homossexualidade é crime, mas a transsexualidade é aceita dentro do islamismo, sendo esse o segundo país com maior número de cirurgias de redesignação genital. As cirurgias têm até mesmo amparo financeiro do governo e, como homem, Sahar poderia enfim ter Nasrin ao seu lado.


Esse livro com certeza é uma leitura obrigatória para aqueles que querem comemorar o dia, pois além de tudo trata da transsexualidade. Mesmo Sahar não se identificando como homem, ela se sacrifica para viver com o amor de sua vida e não morrer por isso. A autora também aborda temas culturais e tem uma escrita maravilhosa.


Sinopse: Um amor proibido pode colocar a vida de duas garotas em risco. Sahar e Nasrin são apaixonadas desde pequenas, mas o Irã é um lugar perigoso, e elas podem ser espancadas, presas e até executadas se o relacionamento entre elas for descoberto. Tudo é mantido em segredo até que os pais de Nasrin anunciam que escolheram um noivo para a filha. Sahar fica desesperada e vai atrás de uma solução. No Irã a homossexualidade pode ser um crime, mas um homem aprisionado no corpo de uma mulher é algo visto como um erro da natureza e a mudança de sexo é um procedimento legal e acessível. Como homem, ela poderia se casar com Nasrin. Será que vale a pena sacrificar o seu verdadeiro eu para salvar o amor da sua vida?


5. HAVANA (LIVRO +18)


Mulheres, o que elas não fazem melhor que os homens?


Mais uma vez Tessa Reis aparecendo por aqui, e não é por menos. Esse livro é sobre vinho e amor incondicional. Conta a história de amor de Havana e Ryan e tem como cenário a Cidade do Cabo na Africa do Sul. Tessa conseguiu fazer com que eu ficasse muito sensível e emocionada com a história. Havana é Gaucha, enóloga e comanda uma grande fazenda de produção de vinho na Africa do Sul, e numa noite conhece Ryan. A partir dai, a história começa com três crianças lindas filhas de Ryan que encantam Havana no primeiro olhar. É uma história de duas mulheres fortes, cada uma com suas dificuldades, mas que provam que o amor pode mudar tudo.


Sinopse: Gaúcha de Porto Alegre e habituada a não ter raízes, Havana Exposto trabalha em meio as uvas, as montanhas e as praias da Cidade do Cabo. Enóloga de profissão e sommelier de vocação, empregou os últimos quatro anos de sua vida em reerguer uma secular fazenda de vinhos nas tradicionais winelands da África do Sul. Porém, quando em seu aniversário de trinta anos a única companhia é a sua tão esperada estabilidade, ela se sente desanimada demais para um dia tão particular. Sozinha em um restaurante, ela olha em volta e curiosamente acaba seduzida por Ryan Scholtz, uma atraente sul-africana que por coincidência também está de aniversário. A atração é imediata e seu primeiro beijo com uma mulher acaba sendo roubado entre vinhos, danças e suspiros mentais. Mas quem é a garota culpada em atordoar os sentimentos de Havana e deixá-la totalmente fora do lugar? Enquanto ainda tenta se reorganizar, um segundo encontro inesperado é responsável por abalar todas a suas certezas.

Ela estará pronta para abrir mão de sua tão respeitada estabilidade e mergulhar num oceano onde antes nunca esteve?

​Encontre Havana na Cidade do Cabo e apaixone-se, inesperadamente.

Quer saber mais sobre o universo GEEK? Então siga o Otageek no Twitter,  no Facebook e no Instagram.

otageek amazon prime .jpg