• Ana Laura Teodoro

5 famosos que morreram de um jeito peculiar


Se você pudesse escolher a maneira de sua morte, o que escolheria? Com certeza não seria engolindo um palito ou no meio de um enforcamento erótico... algumas celebridades não tiveram a mesma sorte.


1) Anton Yelchin



Anton Yelchin foi um ator americano mais conhecido por interpretar Chekov nos novos filmes de Star Trek. Em 18 de junho de 2016, quando ele não conseguiu chegar a um ensaio, Yelchin foi encontrado por amigos pouco antes da meia-noite, preso entre seu Jeep e um pilar de tijolos no portão do lado de fora de sua casa. Na verdade acabou sendo vítima do que foi descrito como um "acidente estranho".


Quando Yelchin saiu do carro e foi verificar o portão trancado, o veículo aparentemente desceu pela calçada, que estava em uma inclinação íngreme, e o prendeu contra o pilar e uma cerca de segurança. Yelchin foi declarado morto no local em 19 de Junho de 2016, aos 27 anos.


Uma investigação foi lançada pela Fiat Chrysler como o carro de Yelchin, um Jeep Cherokee 2015, foi recolhido devido a um "risco de rolagem", de acordo com a Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário dos EUA. “Os motoristas concluem erroneamente que a transmissão do veículo está na posição de 'estacionamento' e podem ser atingidos pelo automóvel e feridos se tentarem sair enquanto o motor estiver funcionando e o freio de mão não estiver acionado”, disse a organização em um relatório sobre o problema.


2) Brandon Lee



Brandon Bruce Lee foi um ator e artista marcial americano, também conhecido por ser o único filho de Bruce Lee. Em 31 de março de 1993, ele estava filmando uma cena de "O Corvo" na qual seu personagem é baleado e morto por bandidos. Na cena fatal, exigia-se então que um revólver fosse disparado contra Lee a uma distância de cerca de 4 metros.


Durante uma cena em que uma vítima olha para o cano de uma arma sendo carregada, foi descoberto que não havia cartuchos especiais no set (que possuem uma ponta de papelão e não geram dano significativo no impacto). Em um esforço para economizar tempo, a equipe de adereço então pegou balas reais e as modificou em balas falsas - que não tinham pólvora, mas mantinham a ponta de chumbo - para serem usadas em close-ups.


Sem o conhecimento de ninguém no set, quando a munição foi carregada na arma para aquele tiro, a ponta de chumbo se alojou no cano. E uma vez que a bala fictícia já estava presa no cano, acabou sendo disparada com quase a mesma força de uma bala real, atingindo Lee no abdômen. Ele foi levado às pressas para o New Hanover Regional Medical Center em Wilmington, mas as tentativas de salvá-lo não tiveram sucesso e, após seis horas de cirurgia, foi declarado morto com apenas 28 anos e no início da carreira cinematográfica.


3) Sherwood Anderson



Sherwood Anderson foi um escritor de contos e romancista americano dos anos 1920 aos 1940. Quando ele tinha 64 anos, engoliu acidentalmente um palito enquanto bebia um martini em um cruzeiro. Acabou morrendo em 1941, quando o palito danificou seus órgãos internos e causou uma infecção.


4) Tennessee Williams



Tennessee Williams foi um dos grandes dramaturgos americanos do século 20, que escreveu The Glass Menagerie, A Streetcar Named Desire e Cat on a Hot Tin Roof. Em 1983, aos 71 anos, Williams morreu após inalar acidentalmente a tampa de plástico de um frasco de colírio e se sufocar enquanto estava sob efeito de álcool e anfetaminas.


5) David Carradine



David Carradine foi um ator americano conhecido por interpretar papéis em artes marciais, tendo sido estrela da série Kung Fu dos anos 1970 e interpretado o personagem titular de ambos os filmes Kill Bill. Em 3 de Junho de 2009, aos 72 anos de idade, Carradine foi encontrado morto em um quarto no centro de Bangkok, Tailândia. Um oficial da polícia disse que ele estava nu, pendurado por uma corda no armário do quarto, causando especulação imediata de que sua morte foi suicídio.


No entanto, evidências relatadas sugeriram que foi acidental, um resultado de asfixia auto-erótica. Duas autópsias foram realizadas e ambas concluíram que a morte não foi um suicídio. A causa foi amplamente aceita como "asfixia acidental".



Não é mole não né... algumas pessoas não têm paz nem na morte. Mas e você, conhece mais alguma história bizarra de falecimento?


Leia também:

Para comprar conteúdo bizarro na Amazon, clique aqui e compre através de nossos links, assim você nos apoia a continuar produzindo Jornalismo Cultural de credibilidade!



Se você gostou do nosso conteúdo, te convido a ler nossos outros textos ou ouvir o nosso podcast.



E antes de morrer, apoie o Jornalismo Cultural Independente seguindo o Otageek no Twitter, no Facebook e no Instagram.
otageek amazon prime .jpg